The 4400 – Welcome to Promise City (Último capítulo traduzido)

Publicado: 15 de maio de 2010 em The 4400

Capítulo 22, traduzido por Helena Padim.

Bom, pessoal, aqui termina o primeiro livro. Continuem deixando seus comentários e, só para deixá-los curiosos, volto aqui na semana que vem para dar notícias do segundo livro (Promises Broken) =P

VINTE E DOIS

 

            — Então você insiste em dizer que não sabia nada sobre o que Grayson e Abigail estavam fazendo?

            Tom e Diana confrontavam Collier em seu escritório, no centro da cidade. Tinham levado uma semana para conseguir marcar uma hora com ele. Tom se perguntava se era porque Collier precisava de tempo para se livrar de qualquer evidência que o ligasse à operação. Esconder bem a verdade demandava muita atenção.

            — Enfaticamente — declarou Collier. Juntamente com Kyle, ele estava mais uma vez empenhado em redesenhar Seattle através de seus esquemas holográficos. Um novo arranha-céu estava aparentemente destinado a se erguer acima da terra estéril e arrasada, anteriormente ocupada pelo Centro de Coleta de Plasma do Pacífico. — Imaginem vocês, confesso que a finada Srta. Hunnicut me forneceu inteligência prática nas operações da NTAC. Eu seria bobo se não tirasse proveito de tão bem-posicionada fonte. Mas aquele negócio horrendo com o corpo do seu sobrinho… Eu não tive nada a ver com aquilo.

            — Tá vendo, pai? — disse Kyle. Pesados círculos sob seus olhos sugeriam que ele não vinha dormindo bem. Fazia dias que vinha evitando as ligações de Tom. — Eu te disse que Jordan estava fora disto.

            Seu filho poderia estar inclinado a dar a Collier o benefício da dúvida, mas Tom não estava convencido da inocência dele.

            — E este tal Comitê de Alcance Global? Era parte da sua Fundação, não era?

            — Nossa organização tem crescido exponencialmente desde o Grande Passo para Adiante — declarou Collier, com irritante autoconfiança. — Infelizmente, temo que este crescimento rápido tenha superado a minha capacidade de estar por dentro de cada novo programa ou iniciativa. Grayson e Abigail eram devotos desencaminhados, que excederam brutalmente sua autoridade. Uma supervisão mais efetiva é claramente necessária. Você tem a minha palavra de que isto terá prioridade máxima.

            Diana encarou a face de Collier bem de perto. A raiva quase incontrolável pontuava sua voz.

            — Isto é tudo o que você tem a dizer, depois do que fez à minha irmã?

            A NTAC havia informado a eles que April Skouris não fazia mais parte do quadro funcional do governo federal, e por quê. Desde então ela se recusava a responder as ligações e e-mails de Diana. Eles não tinham nem certeza absoluta de onde ela estava morando ultimamente.

            Jordan não estava surpreso pela explosão de Diana. Sem dúvida ele tinha se prevenido para responder àquilo.

            — Eu não peço desculpas por aquele lamentável incidente. Sua irmã me forçou àquilo — ele voltou a atenção para a silhueta holográfica. — E, para ser absolutamente claro, não tive nada a ver com aquela conspiração genocida que vocês efetivamente frustraram. Eu ofereceria uma medalha a cada um de vocês, se assim aceitassem. Impor promicina é antiético e contrário a tudo o que eu sempre sustentei.

            A verdade ou ainda mais negação plausível? Infelizmente, não havia maneira de se saber ao certo. Tanto Grayson quanto Rosita tinham se recusado a incriminar Collier. April Skouris talvez fosse apta a arrancar a verdade deles, mas, por bem ou por mal, Collier tinha tirado aquela opção do jogo. E se nós conseguíssemos incriminar Collier por isto? Tom meditou, entristecido. Isto só iria dar a Dennis a desculpa de que ele precisa para declarar guerra a Seattle.

            Era uma causa perdida.

            — Está certo — disse Diana, amargamente. — Você não admite brincar de ser Deus, a não ser quando é do seu interesse.

            Tom admirou o controle de sua parceira. Se Collier desse uma de vampiro para cima de Meghan ou Kyle, eu voaria em cima dele. Com ou sem seguranças.

            — Acreditem em mim, Tom e Diana — insistiu Collier. — Eu jamais lançaria uma versão aérea de promicina sobre o mundo. Exceto, talvez, em retaliação a um ataque militar à Terra Prometida.

            Aquilo era uma confissão? Ou uma advertência?

            Tom não conseguia se livrar da sensação de que Collier estava jogando um jogo muito perigoso.

            Ao menos eu ainda sou negativo para promicina, pensou ele. Um teste de sangue havia confirmado que as U-Pills tinham-no protegido da contaminação. Se aquela maldita profecia estiver certa, Collier não poderá vencer enquanto eu não tomar a injeção.

            E isto não iria acontecer tão cedo.

 

 

            Mais tarde, depois de deixar Tom no quartel-general para relatar a Meghan o encontro inconclusivo com Collier, Diana foi cuidar de outro problema. Ela abriu a porta do laboratório de Kevin Burkoff no Centro 4400. Ainda havia a questão das amostras de sangue roubadas a ser resolvida.

            — Kevin? Dr. Burkoff?

            Para surpresa dela, o laboratório estava desfeito. Todo o equipamento e os arquivos haviam sumido, exceto por um solitário laptop aberto sobre um balcão todo marcado de ácido. Não havia sinal nem de Burkoff, nem de Tess.

            Mas o que é isso? Ela havia ligado antes, para marcar aquele encontro. Kevin deveria estar ali. Por um segundo, ela temeu que Collier tivesse abduzido Burkoff novamente, como fizera alguns meses antes, na esperança de impedir Kevin de aperfeiçoar seu teste de compatibilidade de promicina. Shawn e Tess haviam resgatado Kevin das garras de Collier na época, mas talvez o chefão da Terra Prometida tivesse tentado novamente.

            Mas por que deixar aquele laptop para trás?

            Diana olhou o computador mais de perto. Uma proteção de tela exibindo vistas aéreas da Space Needle1 ocupava o monitor. Um papelzinho de aviso estava colado ao teclado. “Ligue-me”, estava escrito nele, na caligrafia distintamente apertada de Kevin. Sementes de girassol perdidas haviam se infiltrado entre as teclas.

            Diana pressionou “enter”.

            Um videoclipe substituiu a Space Needle. Kevin Burkhoff apareceu na tela. Ele parecia cansado e nas últimas. Sua voz saiu das caixas de som.

            — Olá, Diana. Desculpe-me por não estar aqui para te encontrar, como planejado, mas Tess e eu estamos indo embora para sempre. Há uma guerra iminente e não queremos tomar parte nisto. O que aconteceu na prisão foi a gota d’água. Tess já sofreu demais. Não posso deixar que algo mais aconteça com ela.

1 Space Needle (agulha espacial) – principal ponto turístico de Seattle, consiste em uma torre de observação que é o prédio mais alto da cidade e da região noroeste do Pacífico nos Estados Unidos.

 

            “Neste computador estão todas as minhas notas atualizadas sobre o teste de compatibilidade. Você e Shawn são as únicas pessoas a quem eu confiaria minhas descobertas. Por favor, agradeça a ele por toda a hospitalidade. Eu não queria que tivéssemos que sair dessa maneira, mas não poderíamos nos arriscar a ver você, ou Shawn, ou a NTAC, ou Collier tentarem nos impedir de partir. Vocês todos terão de tocar o barco sem nós. Já passamos da conta. Adeus e fiquem bem.”

            Tess aproximou seu rosto da tela.

            — Não tentem nos achar.

            O videoclipe acabou.

            Que tal esta, pensou Diana. Kevin e Tess haviam desertado novamente. Apesar disso, ela não podia culpá-los por optarem por sair dos intermináveis conflitos envolvendo os 4400 e a gloriosa cruzada de Collier. Que se dane, Diana uma vez tentara fazer o mesmo, fugindo para a Espanha com Maia e um noivo, apenas para ser sugada de volta para Seattle. O noivo já era passado agora. Ela desejou sorte para Tess e Kevin. Espero que a fuga de vocês dure mais do que a minha.

            Entretanto, ela não podia deixar de se preocupar com aquelas amostras de sangue extraviadas. Haveria outro laboratório escondido, em algum lugar, apenas esperando para achar uma nova maneira de recriar o terrível dom de Danny Farrell?

            Apenas o futuro sabia – e eles não podiam prevê-lo.

Anúncios
comentários
  1. isa disse:

    capítulo muito bom! mas achei q por ser o final teria mais emoções…
    Não vejo a hora de ler o próximo livro!
    Por favorrrr continuem a postarrrr!
    ;****

  2. Guilherme disse:

    O final icou meio fraco, mais sei lá foi bom é que lendo os capítulos separados da essa sensação mas ao ler os ultimos faz sentido acho que ja tivemos a despedida de kevin e tess e que bom gosto deles.

    O livro é otimo so que as tão esperadas respostas acho que virão somente no proximo livro…

    Parabens Vínicius pela iniciativa e Helena que entrou depois e deu aquela força vcs são ótimos.

    Fica o meu MUITO OBRIGADO por compartilharem com nós fãs da série essa história maravilhosa. abraços.

    e lembrem-se “A true love history, never end”

  3. Arielton disse:

    Affff, final mais ruim.
    Em menos de 2minutos já acabou :O
    Pensava que ia ter mais emoção, mais ação…
    Que pena que acabou =/

    Espero que traduzam o próximo livro *–*

  4. Roger disse:

    Por favor, traduzam o proximo 🙂
    pelo visto a historia ainda tem o que render

  5. Helena disse:

    Foi fraco, porque ainda tem história por vir.
    Aguardem o “Promises Broken”. Eu o considero ainda melhor do que o “Welcome…”

  6. Pâmela Thaís disse:

    Eu tambem achei esse final bem fraco, e alem disso ele me deixou supercuriosa pra ler o proximo livro!

  7. Van disse:

    Devo admitir que esperava mais deste final, ao inves da insinuação de uma batalha eminente, ela ja poderia ter começado de fato…..dando mais emoção para o proximo……mas é isso
    Agora vamos aguardar a tradução do proximo, porque fala serio de chegamos ate aqui, não vamos parar, QUERO SABER O FINAL….

  8. stan disse:

    Que venha o próximo!!

    E obrigado à voces que estão traduzindo para que a gente possa ler tambem!!

    valeu!! =)

  9. giulia disse:

    Nossa gostei do final! fiquei ansiosa parao proximo livro

    Parabens Vinicius e Helena e até o primeiro capítulo de promises broken!

  10. Guilherme disse:

    Aguardand oa confirmação da traduçã ode Promises Broken

    Super Ansioso!

  11. Aline disse:

    oh acabou !
    final estrnhao esse … mas o proximo promete.
    muito obrigado pela tradução e por favor não parem!
    parabéns e até o proximo.

  12. Beatriz M. Mogentale disse:

    Final típico de “CONTINUA…”

    Para ser sincera, quando vi o seriado, eu assistia vários capítulos por dia e terminei de ver as 4 temporadas em 1 semana, eu não conseguia me aguentar de curiosidade para saber o q estava por vir e ir assistindo.

    Foi assim tbm com a leitura aqui no blog. Quando descobri o blog, esse 1º livro já estava totalmente traduzido, e fui lendo vários capítulos por dia.

    Agora estarei aqui, anciosa aguardando a tradução, capítulo por capítulo, do próximo livro.

    Muito obrigada.

  13. Roney Garcia disse:

    Quando Lost chegou ao fim resolvi procurar um seriado no mesmo estilo. Quando resolvi assistir “The 4400”, me decepcionei quando descobri que a série tinha sido cancelada. Agora que achei a continuação da série em livro, começarei a assisitr sempre cuidando o segundo livro. Abraço e muito boa a tradução

  14. Spider disse:

    MUITO bom esse livro! e boa tradução! Parabéns! \o

  15. Cleverson Souza disse:

    Excelente trabalho e muito obrigado, já estou divulgando para os meus amigos.

  16. Anatoly disse:

    mano faltou o capitulo 20? ou só numeração errada? pulou do 19 pro 21

  17. José Augusto Viana Salgado disse:

    Peço desculpa pelo meu comentário anterior sobre o capitulo 20. Fui realmente precipitado porque não vi que o mesmo tambem foi traduzido. Renovo os meus parabens pela iniciativa desta bela tradução.

  18. Jun disse:

    Ahhhnnn, que curto! Pelo menos falaram da April.. Coitada dela >.<

    E a Tess vai sumir? Oh no!

    Vamos para o segundo livro agora! Espero que seja tão bom quanto!

    Muito obrigado pela tradução, que ficou ótima do começo ao fim!

    (Será que alguém vai ler meus comentários? Afinal, Já faz quase dois anos que esta tradução foi publicada xDD)

  19. Editors disse:

    Final muito frio, mas vamos para o próximo e derradeiro =D

  20. Drika disse:

    Excelente tradução! Agora que venha o segundo livro

  21. glauciane disse:

    Amei… Comecei a assiste a serie no netflix e fui gostando depois entrei no google pra saber mais da serie e veiou a decepção a seria tinha sido cancelada a tempos…. E corri atrás dos livros e achei seu site… Que maravilha…Coração aliviado. Parabéns

  22. Hilário Barreto disse:

    Perfeeeeiito!!!!!! Muitíssimo obrigado!!! Estavo louco atras desse livro em português…. Salvou minha vida! Hehehe

  23. Andre disse:

    Muito Obrigado por terem traduzido o livro!

  24. flávia disse:

    Muito obrigada!

  25. Audra Liz disse:

    Muito bom. Ansiosa pata ler o último livro. Saber o desfecho dos personagens e ficar imaginando se isso poderia realmente acontecer….

  26. Ilona Radics disse:

    Adorei. Obrigada pela contribuição com as traduções. Apreensiva com a conclusão da série no próximo livro 🙂

  27. Esse livro não foi muito diferente das 4 temporadas da série no que diz respeito a dar respostas e esclarecimentos. Imagino que o próximo livro traga as respostas que nos deixam tão curiosos!

  28. Milena disse:

    Ótimo trabalho! Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s