The 4400 – Promises Broken (Capítulo 18 traduzido)

Publicado: 10 de dezembro de 2010 em The 4400

Essa semana o capítlulo vem mais cedo! Confiram agora e não esqueçam de comentar, pois semana que vem teremos mais! Capítulo 18, traduzido por Helena Padim.

 

DEZOITO

 

JORDAN COLLIER estava no telhado de seu quartel-general e observava as luzes se apagarem na Terra Prometida.

Um bairro após o outro era engolido pela noite: as ruas residenciais de Queen Anne e Magnolia Bluff; o gueto boêmio de Capitol Hil; os arranha-céus de Beltown; as comunidades-dormitório de Broadmorr e Madrona; o amontoado industrial de Georgetown e os quarteirões de Beacon Hill. Ruas que haviam brilhado com seus lampiões agora mergulhavam nas sombras.

Mil pés acima daquilo tudo, observando como um senhor da noite, Jordan não conseguia evitar o sorriso.

A porta do terraço se abriu com um ruído alto. Ele se voltou e segurou as mãos atrás de si, enquanto observava os integrantes de seu conselho de liderança chegando ao telhado pelas escadas, que eram iluminadas pelo débil brilho verde das luzes de emergência.

Liderando a equipe de conselheiros estava Kyle, cujo cabelo louro curto ainda conseguia ser desgrenhado pela brisa que nunca cessava de soprar naquelas alturas. Atrás dele vinham Gary e Maia, parecendo um ensaio de opostos: um jovem negro musculoso, usando um alinhado terno cinza escuro e uma camisa de seda cor de areia, caminhando ao lado de uma miúda adolescente loura de jeans azuis e top cor-de-rosa.

Kyle abriu a boca para falar. Jordan o impediu.

— Deixe-me adivinhar: o exército cortou nossa energia elétrica.

— Assim como a nossa água potável e o serviço de recolhimento de esgoto. — Kyle completou de imediato.

Era quase o suficiente para fazer Jordan rir.

— Naturalmente, era apenas uma questão de tempo. — Ele sorriu. — Felizmente, nós nos preparamos para isto desde o primeiro dia.

Cruzando os braços e franzindo a testa de modo interrogativo, Gary respondeu:

— Preparados para prover serviços básicos, talvez. Mas você sabe que este não é o objetivo.

Jordan concordou com a cabeça.

— Este é exatamente o objetivo. Provar que podemos não só garantir o básico para a sobrevivência, mas fazê-lo gratuitamente é nossa maior vitória pública.

Kyle olhou além de Jordan, através da paisagem escura.

— Desligar as luzes não é só um tapa de luva de pelica — argumentou ele. — É uma preparação para um ataque militar. E desta vez não vai ser só um míssil apontado para você. Eles virão atrás de todos nós.

— Concordo — disse Gary. — Eles provavelmente estão encaminhando as tropas para cá agora mesmo.

Reparando o olhar fixo de Maia, Jordan arqueou uma sobrancelha e perguntou:

— Algo mais?

— Vai haver tiroteio nas ruas — disse ela, em seu tom linear e sinistro de profecia. — Pessoas morrerão.

Não havia “a menos que” ou “se” após sua proclamação. A finalização daquilo foi como um balde de água fria em Jordan. Ele concordou com a cabeça.

— Sim — disse. — Eu sei. — Voltou-se em direção ao oeste e respirou o leve aroma do ar marítimo.

— Os Estados Unidos jamais entregarão uma cidade sem lutar. Mas é como o nascimento de uma criança: o momento da separação será doloroso e sangrento — Ele olhou para trás, para seus três conselheiros. — Mas também completamente necessário.

Visivelmente embaraçado por ver Jordan cair na real sobre a situação, Gary manifestou-se soltando um suspiro pesado.

— Talvez. Mas se for assim, nós não deveríamos estar nos preparando para a batalha?

Desta vez Kyle respondeu por Jordan.

— Nós já estamos. Sentinelas estão posicionadas por toda a cidade. Quando o exército fizer o movimento dele, nós faremos o nosso.

— Não é meio arriscado? — perguntou Gary. — E se o exército vier com algo que nós não estamos esperando?

Apontando com o queixo na direção de Maia, Kyle disse:

— É para prever algo desse tipo que temos você aqui, não é?

Ela reagiu com um olhar gelado para Kyle.

— Mesmo eu não vejo tudo. O futuro está sempre mudando.

— É disto que estou falando — argumentou Gary, claramente assustado pelo modo como Maia expusera seu ponto de vista. — Nós não deveríamos ficar tão autoconfiantes. Basta um erro para que tudo desabe sobre nossas cabeças — acrescentou para Jordan. — Se o governo realmente decidir jogar pesado, não parará até nos ver mortos e enterrados. Eles varrerão a Terra Prometida do mapa antes de nos dar chance de defendê-la. Você sabe disso.

— Sim, eu sei — confessou Jordan, com um sorriso. — Na verdade, estou contando com isto — Abriu completamente os braços, como que imitando uma crucificação. — Eu sei que vocês devem achar isto difícil de acreditar, mas é tudo parte do plano.

Anúncios
comentários
  1. Paulo disse:

    O Google Reader me avisou 😀

    Aiaiai, vai começar a guerra!!! 😦

  2. Aline disse:

    essa guerra já tá até demorando…. quero ver como eles vão se virar rs

    até a próxima

  3. Mandy Intelecto disse:

    Ótimo…agora falta um capitulo a menos…
    Ansiedade!

  4. Fábio Magalhães disse:

    So fui ver a nova postagem hoje rs.

    Jordan é o cara haha 🙂
    Na verdade, me pareceu uma situação mais complicada, porém depois destas ultimas palavras do Jordan, mudei este sentimento, ainda com receio, mais mudei de sentimento. Jordan é realmente um lider, porém mesmo grandes lideres erram. Errei completamente na opnião que seria obra de alguém com habilidade 4400,não estava pensando em exercito rs. Apesar da vantagem das habilidades ingriveis dos seguidores de Jordan, o exercito amaericano tem experiência tática inégavel, mais eu acho que a vantagem esta om Jordan. Assim como eles podem atacar a cidade prometida a cidade prometida pode atacar o governo.

  5. Bárbara disse:

    Bueno, vai começa a peleia 🙂

  6. Drika disse:

    Lutar! até que enfim!

  7. Muca Velasco disse:

    medooo

  8. Filipe disse:

    Mt bom. Tenho lido os capítulos e adorado seguir a continuação do seriado por aqui. Parabéns!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s