The 4400 – Promises Broken (capítulo 43 traduzido)

Publicado: 22 de outubro de 2011 em The 4400

Parte Três

As Promessas

QUARENTA E TRÊS

24 DE JULHO DE 2008

8:43 PM

O PÔR-DE-SOL ACONTECERIA em poucos minutos. O céu acima da Terra Prometida adquirira um tom azul escuro a leste, e o horizonte queimava num vermelho escarlate. Partes da cidade ainda estavam em chamas, mas Jordan sabia que em breve seu povo controlaria o fogo. A fumaça elevava-se dos bairros que haviam sido destruídos, tanto por armas quanto por soldados com poderes devastadores.

            Observando-o e transmitindo – com sua habilidade de promicina – tudo o que via e ouvia para todos os cabos e freqüência na Terra, estava a jovem israelense chamada Ilana Teitelbaum. Era uma garota bonita com cabelos castanhos lisos e longos. Jordan tentava não ficar extasiado pelos seus olhos escuros cheios de vida enquanto os encarava e mandava sua mensagem para o mundo.

            — Tudo ao meu redor — disse ele, andando em volta do telhado do Centro 4400 enquanto Ilana girava para mantê-lo em vista. — é a conseqüência do ataque de hoje cometido pelas Forças Armadas Americanas contra a Terra Prometida. Como prometi que faríamos, defendemo-nos. — Ele deu uma rápida olhada para a torre em chamas e em ruínas onde a Fundação Collier tinha sido até aquela manhã. — Como podem ver, também tivemos perdas, e a nossa cidade sofreu grande dano. Mas nossas casualidades são pequenas se comparadas com as das forças que nos atacaram.

            Ele conduziu Ilana mais para frente e direcionou a visão dela para além da beira do telhado, para o estacionamento e a entrada principal do Centro.

            — Até mesmo agora, os feridos da Terra Prometida, tanto p-positivos quanto p-negativos, sabem que podem vim até nós e serem curados. Diferentemente dos soldados que saíram daqui hoje, mutilados ou gravemente feridos, amanhã nosso povo estará recuperado e inteiro.

            Ilana deu um passo para trás, mas continuou olhando-lhe enquanto ele sinalizava para ela virar-se a sudoeste.

            — Pela manhã, os incêndios pela Terra Prometida estarão apagados. Nosso povo terá água limpa, eletricidade estável, e remoção de esgoto confiável… tudo de graça. Em uma semana, teremos reconstruído nossas estradas, até mesmo algumas rodovias que os militares destruíram.

            Ele parou de dar voltas e ficou de costas para o sol poente, sabendo instintivamente que estava sendo contornado por uma áurea de luz. Toda frequência de vídeo, regular ou de alta definição, estava transmitindo a visão de Ilana; aqueles que não estivessem vendo ao vivo, com certeza veriam na Internet nos dias e semanas que seguiriam.

O momento tinha chegado: era hora de mostrar sua carta. Ele sorriu.

— Os Estados Unidos, por outro lado, terminaram miseravelmente neste conflito. Seus satélites militares foram destruídos, impossibilitando-se de promover a guerra e prevenirem-se de serem atacados. Porque suas inúmeras agências de inteligência “hackearam” vários satélites civis, sua destruição cortou serviço de telefone móvel de grande parte da Carolina do Norte, impossibilitando a capacidade de transmissão, e derrubando seu sistema de GPS. Demorará muitos anos para que a América restaure tais serviços.

Ele cruzou as mãos à sua frente e continuou:

— Levando em consideração que este tipo de dano à infra-estrutura nacional logo após o terremoto que devastou grande parte da Califórnia, está é uma causa preocupante não só para americanos, mas para todos os povos no globo que temem as consequências mundiais de um colapso nos Estados Unidos.

“Tal tragédia não pode acontecer. É por isso que estou aqui hoje para dizer que eu e todos os cidadãos da Terra Prometida não temos rancor do povo americano ou seus aliados. Vocês não têm que enfrentar estes tempos sombrios e desafios assustadores sozinhos”.

Conscientemente repetindo as últimas palavras de seu discurso ao governo da cidade de Seattle depois do Grande Passo Adiante, Jordan descruzou as mãos e disse:

— Em tempos de crise, estamos prontos para ajudar de qualquer modo que pudermos, como precisarem. Tudo o que têm a fazer… é pedir.

Capítulo traduzido por Vinícius Fernandes.

Estamos nos capítulos finai de The 4400. Continuem comentando, e deixem suas opinoes também sobre a outra série de livros que pretendo traduzir. Até breve com mais um capítulo!

Anúncios
comentários
  1. Lorien disse:

    Muito bom!
    Uma pena que os capítulos do Promises Broken sejam tão curtos; quero ler incessantemente!

  2. Ana disse:

    Muito obrigada por mais um capítulo, ansiosa pelo próximo.

  3. Anderson disse:

    valeu, e não desanimem, ta faltando pouco agora.

  4. Vanessa disse:

    Obrigada por mais um capítulo.

  5. Diego disse:

    Fiquei sabendo essa semana desses livro, sou muito fã de 4400.

    Parabéns pelo trabalho

  6. Caio' disse:

    esperando o proximo. Demora nao… rsrs xD

  7. Paulo disse:

    Aguardando ansiosamente pelos próximos capítulos. GOGOGO NÃO DESSITA!! ^^

  8. Rodrigo disse:

    Este blog é d+ estou aguardando o capitulo 44

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s