Arquivo da categoria ‘Séries de TV’

[Texto pode conter pequenos spoilers da primeira temporada]

 

Once Upon a Time é uma série de TV americana que já tem três temporadas, até hoje. Até pouco tempo atrás, eu apenas tinha ouvido falar sobre ela, mas nunca a tinha assistido. Então, decidi assistir a primeira temporada e ver como seria. Foi uma ótima decisão!

 

A história é basicamente o seguinte: o mundo dos contos de fadas que conhecemos existe, embora nem todas as histórias sejam exatamente iguais às com que estamos familiarizados. Há algumas semelhanças, mas muitos detalhes são diferentes. Nesse mundo fantástico, existe a Rainha Má que, é claro, odeia a Branca de Neve e quer fazer de tudo para que ela e nem ninguém mais tenha um final feliz. Com isso em mente, a rainha lança uma maldição sobre a terra mágica que condena todos os seres fantásticos a viverem no mundo real sem magia e sem memória de quem são. Todos acabam vindo para nosso mundo morando em uma cidadezinha no Maine chamada Storybrooke, congelados no tempo e no espaço (o relógio principal em uma torre da cidade nunca funciona). Nenhum deles se lembra de quem é e não conseguem pensar em seus próprios passados sem ficar confuso, afinal, a maldição está lançada. Só que em meio a isso tudo, há uma esperança: Emma Swan, a filha da Branca de Neve que foi enviada para o nosso mundo pouco tempo antes de a maldição ser lançada na terra da fantasia. Emma está destinada a salvar sua mãe e todos os outros personagens famosos quando completar 28 anos.

Não vou falar muito mais sobre a história para não liberar muitos spoilers, mas o que posso dizer é que a série superou minhas expectativas. Não estava esperando muito quando comecei a assistir e confesso que achei o começo da temporada um pouco monótono. No entanto, achei a premissa do programa muito interessante e criativa e continuei assistindo. As emoções vão aumentando a cada episódio e me prenderam, fazendo-me assistir diversos capítulos em um único dia.

Os acontecimentos são contados de modo intercalado (o que me lembra um pouco o modo que meu livro é escrito): vemos cenas no presente (em Storybrooke) sobrepondo-se à acontecimentos na terra dos contos de fadas. E isso acontece durante toda a temporada: é um vai e vem entre presente e passado que a princípio pode parecer um pouco confuso, mas é fácil de se acostumar com esse ritmo. E todos os fatos são muito bem amarrados entre si, não deixando nenhuma falha.

Durante a temporada, são contadas as histórias de várias personagens clássicas que já conhecemos. Pessoalmente, os episódios que mais gostei foram os da Chapeuzinho (tem um plot twist muito legal nele) e o do Pinóquio. Além deles, também gostei muito do episódio em que a Branca de Neve, os sete anões, a Vovó e a Chapeuzinho se juntam para salvar o príncipe! O que mais me atraiu nisso foi o fato de não ser o mesmo clichê de sempre: o príncipe salvando a donzela em apuros. Foi exatamente o contrário: Branca de Neve (que não é tão mocinha sem sal e se mostra bem durona às vezes) salvando o amado com a ajuda de uma senhora, da Chapeuzinho Vermelho e dos anões.

Outro aspecto bem interessante que me chamou atenção é o modo como todos os contos de fadas e personagens de algum modo acabam se conectando e criando novas tramas que deixam a série ainda mais interessante. Porém, algo que pode incomodar um pouco no início são os efeitos especiais. Quando comecei assistindo a série, não pude deixar de notar que os efeitos especiais pareciam muito forçados e não passavam uma impressão de realidade: estava claro que certas imagens eram feitas por computação gráfica. Mas depois parei para pensar e percebi: “é um mundo de conto de fadas, não é? As coisas não são reais aqui”. Talvez, alguns efeitos tenham parecido falsos propositalmente, só para passar a impressão de que estamos em outro mundo, no mundo da fantasia. Até porque algumas outras cenas apresentam efeitos muito bons, como o episódio do Pinóquio e Gepetto fugindo da baleia.

Para terminar esse meu texto sobre Once Upon a Time, deixo aqui minha recomendação a quem gosta de séries de fantasia. Vale a pena assistir e, algumas vezes, até se emocionar. Agora vou começar a segunda temporada e ver se continuará tão bom quanto a primeira.

Boa diversão!

 

 

Anúncios

Olá, galera!

Nesse post vim aqui para falar sobre o meu livro, que será lançado em julho pena Editora Selo Jovem. Na verdade, já falei um pouco dele aqui e aqui. Contrariando o que eu disse no primeiro post, o livro não é de nenhum amigo haha. Na verdade, eu o escrevi com um pseudônimo – A. Wood – porque achei que chamaria mais atenção e se encaixaria melhor com a história, que se passa no Canadá.

Não vou me alongar muito nesse post, então vamos ao que interessa: algumas informações do livro.

Sinopse

“Essas criaturas malditas existem. São tão reais quanto qualquer pessoa. Elas existem, estão entre nós, e eu odeio todas elas. Quero vê-las mortas, torturadas, dizimadas. Estou aqui apenas para isso agora. Aniquilá-las uma por uma.”

Peter Graham é um caçador de vampiros, mas não foi sempre assim.Antes era um rapaz homossexual que enfrentava as dificuldades de uma sociedade dividida entre a aceitação, o respeito e a repugnância à sua condição. Tinha amigos, amores, preocupações e medos como qualquer jovem, mas tudo isso ficou no passado. O novo Peter é frio e destemido a conseguir seu objetivo: aniquilar o maior número de vampiros possível. No entanto, tudo sofre uma reviravolta quando se vê obrigado a realizar uma missão à Família de vampiros que procura há muito tempo: caçar e matar um lobisomem. O que Peter não esperava era se apaixonar por ele e descobrir um segredo antigo que pode ajudá-lo em sua busca…

Essa aqui é a capa dele. Ficou demais, não acham?

graham

Convido todos a conhecerem mais sobre o livro (que sairá no comecinho de julho, mas já está em pré-venda para quem quiser garantir seu exemplar) nos links abaixo.

Página no Facebook

Skoob

Twitter

Wattpad (para ler os dois primeiros capítulos online)

Compre aqui com FRETE GRÁTIS para TODO o Brasil!

 

Fiquem de olho no blog e não esqueçam de curtir a página no facebook, pois em breve teremos promoções e sorteios muito legais por lá!

 

Até a próxima! 😀

Dica!

Publicado: 11 de janeiro de 2014 em Breno, Contos, Grey Griffins, Séries de TV, The 4400, Traduções

Beleza, galera?

A maioria das pessoas que passam por esse blog estão aqui por causa das traduções de The 4400, mas hoje resolvi fazer esse post para divulgar uma nova história que provavelmente alguns dos visitantes vão gostar!

Quem se interessa por literatura fantásticas/sobrenatural, é uma boa ideia conferir. Que tal darem uma olhada na página do facebook desse livro e curtirem? É só clicar na imagem abaixo. 🙂

 

Post atualizado com o book trailer do livro:

 

 

Graham

vampiro E aí, galera? Aqui estou eu novamente, mas dessa vez não é para falar das minhas histórias nem das minhas traduções, que podem ser encontradas aqui no blog. Estou aqui hoje para ajudar um amigo a promover o livro dele, que está em processo de edição.

Todos sabem que vampiros e lobisomens são um clichê atualmente, mas cá entre nós, praticamente tudo que lemos hoje em dia é um clichê, mas se o autor souber o que fazer com ele, acaba por criar uma grande história que pode agradar a muitas pessoas, não é mesmo? (Pessoalmente, uma história de vampiros que ficou muito boa foi True Blood).

Mas voltando ao meu amigo – que prefere ser chamado no mundo literário por A. Wood. Ele escreveu uma história com vampiros e lobisomens que tem tudo para dar certo. Apesar de o tema ser muito explorado por outros autores, no livro dele é abordado de um modo diferente e muito interessante. Se vocês quiserem conhecer mais sobre isso, acessem e curtam a página dele. Eu recomendo.

 

https://www.facebook.com/pages/Peter-Graham/320746394727974

Dica de série: Kyle XY

Publicado: 8 de abril de 2011 em Séries de TV

Estou aqui no trabalho, sem coisa alguma para fazer: as traduções de hoje parecem ter se esgotado e ficarei aqui até às cinco esperando aparecer alguma coisa… Mas esse não é o assunto do post. O ócio deu-me vontade de postar algo no blog, mas como estou sem a tradução de The 4400 comigo, decidi começar uma coluna nova no blog, uma na qual darei minha humilde opinião sobre algumas das séries que acompanho, deixando o espaço de comentários para vocês dizerem o que acham (caso já assistam) ou, para quem ainda não conhece a série, ficar curioso (ou não) para conhecê-la.

No post de estreia, contarei um pouco de uma série chamada Kyle XY (ékis-uai, e não xis-ipsilôn.. rs). A história começa quando um garoto, Kyle (nome recebido posteriormente), de 17 anos acorda nu em uma floresta, sem ter lembranças do que acontecera e nem mesmo de quem é. O rapaz começa a andar e, quando chega às ruas, é levado pela polícia para uma detenção. Depois de ser examinado, descobrem que ele, além de não se lembrar de coisa alguma, não sabe falar, tampouco. É como um bebê, porém bem crescido. É chamada, então, uma terapeuta para analisá-lo. Acontece que Nicole, a doutora, acaba desenvolvendo um carinho maternal pelo garoto e quer adotá-lo.

Kyle, então, começa a adaptar-se à sua “nova” vida, surpreendendo a todos com sua capacidade incrivelmente alta de aprendizado: aprende a falar em pouco tempo, tem muita facilidade com números, uma memória fotográfica etc. Mas quem é ele, realmente? De onde veio? Por que estava na floresta? Por que não se lembra de nenhum acontecimento anterior a esse? Por que aprende tudo tão rápido, numa velocidade muito maior do que qualquer ser humano normal? Esses são alguns dos mistérios que surgem com a primeira temporada dessa incrível série de ficção científica com uma pitada de drama, humor e questões familiares.

A série teve três temporadas ao todo, sendo cancelada ao final da terceira sem um final. Porém, não se desespere. Nós já estamos acostumados a ter nossas séries favoritas canceladas (vide The 4400 \o/), mas mesmo assim é uma chateação enorme quando isso acontece. Os produtores da série, impossibilitados de gravarem um episódio final, fizeram uma entrevista que contam como terminaria a história de Kyle. Abaixo, postarei os links para download da primeira temporada. Depois coloco os da segunda e terceira, mas me cobrem quando quiserem (a partir de algum episódio da segunda – não me lembro bem qual exatamente- as legendas foram feitas por mim). E também deixarei os links para os vídeos com a entrevista com os produtores da série (também legendados por mim).

Espero que gostem! Voltem aqui para compartilhar sua opinião, e, você que já assistiu ou está assistindo, comente também!

1×01 – Pilot
http://uploadstore.net/rmmk9drsjvik
*
1×02 – Sleepless in Seatle
http://uploadstore.net/jjjl87r70dfn
*
1×03 – The Lies That Bind
http://uploadstore.net/0mfpr0nc3mll
*
1×04 – Diving In
http://uploadstore.net/8a3jvvvgqduv
*
1×05 – This Is Not a Test
http://uploadstore.net/qs4fw5gm4whn
*
1×06 – Blame It on the Rain
http://uploadstore.net/p55kqtvf0uic
*
1×07 – Kyle Got Game
http://uploadstore.net/wqxphw5c4gyn
*
1×08 – Memory Serves
http://uploadstore.net/hfgw4knf8a1z
*
1×09 – Overheard
http://uploadstore.net/65l51tz0rctd
*
1×10 – Endgame [Season Finale]
http://uploadstore.net/qrir9a6n0ob4

 


ENTREVISTA LEGENDADA

PARTE 1:

 

PARTE 2: